Barra
                                               
conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Música

Sublimes, o grupo vocal que faz falta

Em novembro de 1993 o Brasil viu despontar um trio que chamou atenção e conquistou as paradas do momento nas rádios e na televisão. Era o trio As Sublimes, primeira girl Band formada apenas por mulheres negras a fazer sucesso no país e que, de alguma forma, se tornou um divisor de águas como referência para as meninas da época.

O trio, originalmente formado por Isabel Fillardis, Karla Prietto e Lílian Valeska, teve o videoclipe de Boneca de Fogo – sua primeira música de trabalho – lançado em pleno horário nobre da Rede Globo de televisão, no programa Fantástico.

A música, uma balada soul, conquistou o público com sua melodia e o trio trazia uma sensualidade sem apelações, com vocais bem arranjados e seu primeiro álbum lançado pela disputada Sony Music.

Não demorou muito para elas se tornarem as divas da Black Music no Brasil e aparecerem em todos os veículos de comunicação. Uma empreitada inusitada e envolvente, que se desdobrou em outras músicas também nas paradas de sucesso, como Menina Mulher da Pele Preta (com participação de Jorge Benjor), Stop, A Última Ilusão e até a questionada Tyson Free, que embora tenha sido gravada pelo trio contrariado, fez sucesso por sua melodia dançante.

Fillardis precisou deixar o trio e foi substituída por Flávia Santana, uma jovem cantora, animada e que contagiava todos com sua alegria.

Karla, Lílian e Flávia lançaram o segundo disco da trajetória em 1997, lançando mão da balada Só Pra Ser (já gravada por Babi Xavier) e da dançante Eu Queria Um Amor (uma versão escrita pelo trio para o sucesso internacional My Cherie Amour, imortalizada por Stevie Wonder), que recebeu participação de Mary Wilson (uma das integrantes do estadunidense The Supremes, fonte de inspiração do trio).

O segundo álbum, que também contou com composições de Lulu Santos, Paula Toller e Leoni, teve versões de Diggin’ On You (do TLC) que se tornou Dizem, Reunited (de Peaches & Herb) que se tornou Mais que Hoje, a já conhecida Menos Carnaval (gravada com Belô Velloso) e Posso Te Amar, que foi o último single do álbum.

As Sublimes ainda compuseram Eu Não Vou (gravada por Fat Family) e Dois Lados (gravada por Kacau Gomes. E ainda gravaram Só Porque Te Amo (Just Because I Love You) versão de Buchecha para a música de Lina Santiago e Eu Preciso Te Esquecer, já marcada pela voz de Cláuda Telles. Ambas as músicas não chegando a entrar em álbuns do trio.

As Sublimes: Lilian Valeska, Karla Prietto e Isabel Fillardis em show de reencontro no Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução de internet)

Em finais de 2012 surgiu na imprensa o reencontro das quatro integrantes, promovido pela RH Soluções Artísticas, do ator e fã declarado Rodrigo Hallvys, que homenageou as cantoras em meio à campanha Volte Sublimes, organizada por fãs espalhados pelo país.

O carinho fez com que as cantoras começassem a fazer rodízio para se apresentarem vez ou outra quando convidadas, culminando em um show mega produzido em janeiro de 2023, na Bahia.

Definitivamente, a harmonia vocal de As Sublimes faz falta no cenário musical brasileiro.

Trinta anos de suas músicas. Parabéns às moças!

Talvez você possa gostar

Destaque

Quem nunca sonhou em ter um corpo bonito ou, pelo menos, proporcional? A Dra. Tshaca Mahatma, de Volta Redonda, no Sul Fluminense, deu uma...

Entretenimento

Já é praxe que os famosos e anônimos usem a hashtag #TBT às quintas-feiras para postar seu conteúdo nas redes sociais. Foi o que...

Geral

A cantora e atriz Linn da Quebrada passou por uma cirurgia estética no rosto, no último domingo (31/7). A ex-BBB surpreendeu os seguidores no Instagram...

Música

A cantora Taby, um dos maiores fenômenos teen da atualidade, comemorou na última quinta-feira (05) o seu aniversário de 16 anos com uma festa...